8 de julho de 2004

Elektra And Wolverine, The Redeemer. Greg Rucka, Yoshitaka Amano. (Marvel Comics)



De todo o trabalho de escritor de Rucka, é óbvio que as minhas preferências caem sobre Whiteout e Whiteout: Melt (na Oni Press), entre outras coisas menores. Esta não é a primeira vez que se dedica à escrita de um romance em que usa personagens e universos de bd, tendo-o feito antes com o Grendel de Matt Wagner em Grendel: Past Prime (Dark Horse) e com a adaptação da sua série do Batman, Batman: No Man's Land (DC/Vertigo). Não há surpresas nenhumas aqui e não se pense estar perante qualquer exemplo de boa prosa.
No entanto, gostando do trabalho de Yoshitaka Amano, sobretudo das ilustrações que fez para The Sandman: The Dream Hunters, de Neil Gaiman (DC/Vertigo), apostei na compra deste livro. Todavia, apesar da matemática, nem sempre mais por mais dá mais. O problema em Elektra And Wolverine, The Redeemer não é propriamente que a arte e o argumento falhem, mas sim que essa união não se produza. A ilustração é bela em alguns exemplos, mas pouco serve à história, por vezes nem sequer coincide a acção visual com a textual! Poderia ser uma experiência interessante, e levar a um terceiro sentido (que é o que a união em bd faz), mas nada se realiza. Whiteout pareceu-me um livro com personagens fortes e vivas, mas este cai numa série de típicos clichés. As personagens de Wolverine e Elektra, mesmo no mainstream dos super heróis e vilões, são de facto interessantes mas nada se explora de verdadeiramente inovador neste livro. E Avery, a razão do encontro dos dois, é superficial, apesar da patética tentativa de simulá-la como evoluindo emocionalmente pela narrativa fora. Se alguma porção curiosa há, aponto o aparente triângulo familiar. Porém... Posted by Hello

2 comentários:

Vitor Diogo disse...

Boas, daqui fala um aluno do liceu de Espinho.
Realmente estive e ler os textos que dizia serem chatos mas sobrevivi.
Este e um artista que acho fantastico, conheço o seu trabalho em toda a saga "Final Fantasy". Tenho de ver mesmo os seus outros trabalhos.
Cumprimentos do Vitor...
Bom trabalho

Flashfinger disse...

Olá, Vitor.
Obrigado. Este texto já tem o seu tempo e é bem mais curto. Os mais recentes é que farão soferer... Este desenhador não tem muita banda desenhada propriamente dita, mas como ilustrador (inclusive no FF) é de facto exímio.
Continuação de uma boa leitura!
Pedro